quinta-feira, 9 de junho de 2016

Dever de casa


"a sua missão vai ser escrever o que você sente sobre essa musica aqui..."

A banda: Pain of Salvation

A música: Beyond the Pale

"Challenge accepted!... e vamos pra outro bar que esse aqui já ta fechando..."

Nada mais conveniente do que me fazer escrever sobre uma banda que começa com 'Dor' e termina com 'Salvação'...

Há muito que troco as minhas telas por essa página em branco... e preciso confessar, o tema "dor e adjacências" é sempre convidativo...

Enquanto a jornada musical se inicia em Budapeste, a minha começa ali no Leblon, tarde da noite e em boa companhia.

Antes de chegar no objeto de estudo abro um pequeno parenteses sobre a música que mais gostei no álbum... 'Second love'. Na minha visão é uma típica canção dor de cotovelo. Não que eu curta essa fase de "sofrência", desculpa a referência. Mas a música é composta por solos e notas de coração partido. Engraçado que todas as musicas retratam experiencias prematuras. Em seu "segundo amor" o pobre Daniel tinha apenas 15 anos. Época boa de se apaixonar, não?!

Acabei gostando dessa música assim, sem querer, sem entender e sem saber porquê. Foi só ouvir. Gosto desse poder da música. Ela, muitas vezes, é a companheira que preenche os vazios da vida trazendo para perto quem está longe nas lembranças.

Engraçado que como eu já havia te falado, na primeira vez que ouvi apenas me deixei levar... e a ideia era de desilusões (que todos nós já sentimos em um momento desses). Desilusões, Descrenças e dúvidas que permeiam nossos pensamentos.

Esse cara deveria ler Quintana... isso sim cura muita coisa. E se não curar pelo menos você ganha um booster na resiliência emocional. Nas palavras do mestre "da ultima vez que me assassinaram, perdi um jeito de sorrir que eu tinha. Depois, cada vez que me mararam, Foram levando qualquer coisa minha [...] A luz de um morto não se apaga nunca!

Ei, binho! Daniel! não desiste não!

Mas quem sabe o que é um segundo Amor?! Feliz daquele que teve um primeiro?!


Não bastando tanto sofrimento... ele está sendo traído e sabe disso... e ele está com o coração partido, mas ainda, de forma bem masoquista, continua a acreditar ou se enganar que ela será sua... dia após dia...


Como esse é meu dever de casa só me resta viajar... 
Então vamos começar!
4:21 min depois de "second love" temos “Beyond the Pale
... a faixa mais longa do disco!

e deveria ser, afinal... depois de vários redemoinhos de sentimentos... todas as dúvidas, angústias, medos, ódios e amores se reencontram.
A canção, mais demorada que a abertura de game of thrones, na verdade é uma peça que da vontade de pôr tudo no repeat e viajar novamente pela mente perturbada e complexa de um ser trilhando a estrada da cura.

O conceito às vezes parece não formar uma história contínua e pode ficar muitas vezes perdido, mas,acho que é essa a sensação que ele tentou colocar no ouvinte: a mesma sacola de dúvidas e indagações que cada um deve carregar na sua jornada pessoal para responder o que lhe é pertinente ou não no que tange às suas relações.

A primeira impressão da última faixa era de abuso. E, convenhamos...8 e 10 anos... difícil não pensar em outra coisa... Com essa idade eu só pensava em jogar tazo.

Mas levando a coisa par um lado mais sério... ele fala sobre sua primeira relação e quão prematura ela foi. O que me intriga é essa vontade da pureza, mas também desejando o sexo... e quando ele consegue, tudo desmorona (loving the pure and sane he sought the goddesses unstained...Hundry for both the purity and sin).
Se meu pensamento estiver correto ele sabe que isso é irracional, mas assume também que há uma lógica para o "seu mundo". Ele está percebendo que essa mulher não é o que ele quer. Em seguida, ele reflete sobre sua vida e o seu propósito. Ele "procura a sua presa" para o sexo, e ele se sente vivo apenas na "fração de segundo quando eles sorriem e encontram [seus] olhos", e depois que ele deixa de sentir-se livre.

Ele percebe tudo isso, e percebe também que vai ser um ciclo interminável, é preciso parar imediatamente. Ele fala sobre um caso, e eu não tenho certeza a que(quem) ele está se referindo. Pela sequencia das cações acabo acreditando que ele está falando sobre o seu segundo relacionamento. Então ele volta para si e percebe quão terrível ele é, e finalmente diz: "Buscando a liberdade Eu toquei o intocado - é demais - Estou além do limite"...

Só um parenteses... (A busca por um significado para a liberdade e por respostas ainda permeia a cabeça do personagem, novamente na cama do hotel em Budapeste (agora mais que nunca quero conhecer esse lugar) onde tudo começou. As indagações se concentram sobre o sentimento de estar só, de não ser bom o bastante para si mesmo, de não conseguir ser aquilo tudo que se almejava e desejava.)


...voltando

O que, na minha ótica, significa que ele tomou(tirou) a virgindade da moça e agora ele vai deixá-la, e isso é o que o coloca sobre a borda para além dos limites, o que basicamente significa que algo tenha ido longe demais e está além de toda decência. (elementar meu caro Watson... não?!)

Há a linha repetida durante toda a canção "Sempre fomos muito mais humanos do que queríamos ser"...
Em seguida, a última linha é "Nós sempre seremos muito mais humanos do que queremos ser", que está se referindo ao fato de que eles nunca serão capazes de superar o fato de que eles são humanos, então eles têm que aprender a lidar com ele em vez de seguir as suas emoções e deixando o outro para assuntos quando não deveriam.

Extraindo alguma lição dessa canção é possível dizer que, a parte do amor e deus dilemas, o assunto trata das limitações impróprias da vida. Me pergunto como ainda hoje algumas atitudes soam ainda como uma afronta, como um risco, como uma raiva alheia ao que não se permite perceber. Sábios são os loucos, definitivamente. Aqueles onde a coragem é um bem primordial, o mais forte, o mais consciente dos sábios se permite. Ousa escrever palavras fortes e gritantes, ousa contar da própria vida mais do que deveria. Ele(a) é mais forte ou frágil do que parece? A quem diga que seu comportamento não lhe traz, não lhe leva a nada. Isso importa? Ah, foda-se. E quem mais quer que critique a coragem das palavras, que grite mais alto que essa pessoa que alimenta a vida de felicidade e sonhos, mesmo com seus medos. São as coisas e atitudes frágeis e breves. A vida é recheada desses segundos felizes e horas e dias de preocupações absurdas com o que podem pensar. Não pra todos, felizmente. Há quem perceba esse dom breve de sequências e idéias absurdas, corajosas, que enfrentam mais do que ao próprio reflexo. Se é fácil alimentar a alma? Se é fácil alimentar o corpo e o prazer que deita ao seu lado? Se é fácil gritar aos opostos? A coragem corre nas veias da pessoa que inspira essa alma e esse corpo são, até excessivamente são.
Um brinde a loucura!

Por fim, temos um tema batido abordado de maneira profunda e intensa e que me desperta sensações muito diferentes toda vez que escuto o disco e que provavelmente vai despertar sensações diferentes em que cada um que o ouvir.

Para aqueles que curtem um momento deprê, receito essa musica no dia 12 de junho, vai cair super bem!

Próxima lição, por favor...

terça-feira, 24 de março de 2015

e é Março!

Chuvas de março que nada...
o que se inclinou como mudança de estação não passou de tormenta meteorológica.
Aprendi assim na escola: se uma massa de ar quente carregada der de cara com uma massa densa e fria, sai de baixo meu filho! vai ser um "rebuliçu" e vai cair um pé d'água!
Sábias palavras da professora de ciências!
Mas, malditas mesmo são essas previsões! A moça bonita do jornal me jurou que era tempo de mudança! Ou vai ver entendi errado. Gastei muito tempo olhando pras pernas dela.
Mas eles sempre esquecem de falar desse período de transição. Ou eu faço questão de esquecer!.

E... Regina e Jobim,  não sei se é pau, pedra ou o fim do caminho, mas fica o espinho na mão e um corte no pé!

sábado, 14 de fevereiro de 2015

e é Carnaval!

E a vida começa novamente!
É só ligar os pontos: acabou o ano novo, barriga cheia de salpicão, fim de férias, pré-carnaval, fim de livro, livro novo. E entre o fundo do poço e o fundíssimo dele ainda resta alguns centímetros, sonhos, promessas e recordações.
Longe de mim essa vontade em que toda dor tinha espaço para se testar forças. Sou a favor da filosofia de que “quem foge vive pra lutar de novo”.
Se “o que não me mata, me fortalece”, o que e fortalece me mata aos poucos.
Devagar e sempre para esse credor sádico que finaliza minhas paginas.
É que agora na volta de mais um bloco, mais um carnaval me flui entre as brechas de um pesamento uma lembrança de um futuro que já se havia cantado no passado! Basicamente algumas canções de outros tempos agora em outro tom.
E esses versos são assim, como inquilino que vai embora e deixa a mobília sem saber como são feitas as cantigas de carnaval.
Fico aqui reescrevendo meu passado, transcrevendo a prosa para versos, andando devagar por que já (me) perdi (com) a pressa e o meu verso não tem pressa, é expresso e só expressa...

E é carnaval...

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Ciao Italia 11: "manca poco!"

si... manca poco!

Abri o blog hoje e vi umas 6 postagens não terminadas: viagens, pré e pós-ano novo...
Mas já passou o tempo...
Vou fazer esse post "manca poco (falta pouco)" pra tentar condensar todo o tempo vivido aqui em algumas palavras.

Bom,
lembro que antes de vir a Itália meu plano era de desbravar o mundo. Parecia um bicho que não via a luz do sol há anos: "Waaaaah!, vou pra africa, asia, andar de balão não sei aonde, pirâmides ali... e zas e zas"...
E lembro que uma pessoa muito importante me falou, Calma cara, não é a única vez que você vai pra fora, relaxa!

Bom, mesmo assim dei o meu melhor. Tentei ao máximo ir para cada lugar e absorver tudo que podia e trazer tudo que a mochila do Renato poderia suportar.

Então... nesses 5 meses acabei indo para 10 países, 30 cidades, voltando com amizades, contatos no face, algumas marcas de batons e arranhões, algumas manchas rochas de queda, calos e, o mais importante, boas histórias!

Vir para a Itália foi incrível por vários motivos. O mais simples de todos é o fato desta viagem sem minha Primeira experiencia internacional. E acho que tive muita sorte de cair em Milão, cidade dos aperitivos! da boa pasta, salames, queijos, vinhos e da moda (não que eu ligue pra isso, mas é o que tem por aqui kkkk). Mas sorte por estar num lugar que me proporcionou muitas facilidades, geográficas e que por motivos diversos já estava cercada por pessoas que me ajudaram a me sentir em casa.

E falando em pessoas por que não falar um pouco delas?

Agradeço, antes de tudo ao Giuseppe! que tava lá no Aeroporto me esperando. Pagou até o meu bilhete! kkkkk... O que foi incrível, porque eu não sabia falar italiano (na verdade só os palavrões), e ele manda super bem no português, então foi uma boa recepção.

Chegando na residencia errada conheci o Vinícios e a Juliana que me ajudaram no primeiro problema, falta de crédito e meu celulares que não funcionava.

Andrea Xappeline! "Caraaaalhow", obrigado por ter sido sempre atencioso e preocupado em sempre me fazer sentir bem, conhecer as pessoas e lugares. Sempre perguntando se tava tudo bem, tudo certo e nunca esquecia de me convidar nem que fosse pra comprar o pão na esquina. Obrigado também por me apresentar a bebida mais legal de todas: Negroni (normal ou sbagliato), e por me pagar a primeira também! kkkkk. Com ele sai na minha primeira noite! Brera, FashionWeek e lá também conheci uma galera muito boa! Uhn... e Chiara olhos bonitos! kkkkkkkkkkk momento frivolidade...

Nessa mesma noite conheci o Matteo Capoferri! Cara simples, tranquilo e muito bacana. Junto com ele, Roberta Gatti Gatti Gatti! =) Ok, nos conhecemos no Brasil/Copacabana beach!, mas só aqui que tivemos a oportunidade de ficarmos mais próximos, obrigado por tudo tbm !!! =) Certeza que vou sentir sua falta! Festas, Karaokê, risadas de palavras italianas inventadas na hora... va bé! =)
Aproveitando o momento, vou puxar logo uma galera que também é bem próxima, e relembrar a nossa viagem a Amsterdã e citar outros bons camaradas como o Erik, Gianluka, Matteo, e o Steffano.

Voltando pra a residência Galileu...
Nada como o coração verde e amarelo pra dar um up. E entre as várias idas na maquina de café, lá no cantinho escuto alguém dando aula de "brasileiro" para um italiano.

- brasileira - digo espantado!
- sim...
- uhuuuuuuulll!!!

e essa era a Thais! que tive o prazer de conhecer, viajar, conversar e compartilhar outras boas amizades. Através dela conheci o Marlon, Thuani (Tuia), Cláudia, Aline, Lina (A lenda), Stephanie, Thiago, Carlão Carlitos (vamo tomar aquela galada no Rio!).

E até aqui só alegria! Como diria meu amigo/irmão/camarada Rafael Ayala, pessoas boas atraem pessoas boas... mas na verdade nem lembro se foi ele que falou isso, e nem se sou uma pessoa boa... mas tive a sorte de atrair pessoas que nutro grande respeito.

e nessa onda de pessoas boas acabei conhecendo um cara muito maneiro! o Vahid Alavi, que me mostrou o que era o PAM, que me ensinou como um bom estudante ERASMUS vive (ou sobrevive). Do tipo, com 10 euros comprar todos os utensílios domésticos para sua casa.

E a corrente foi crescendo...
Vahid acabou me apresentando a Jaz, uma alemã perdida em Milão auehauehauhea... difícil de imaginar...
Jaz Ro (para os íntimos)... que pra ela eu deveria separar um Post inteiro só pra falar de nossas historias! e por história lê-se: uma garrafa aberta em um lugar diferente kkkkkkk.
Mas agradeço imensamente a sua amizade, e junto com ela a carteirinha do AA! =)
Bom, ainda não aprendi a contar de 1 a 5 em alemão, mas com ela meu dei uma melhorada no meu inglês "though".

Na faculdade tive o prazer de conhecer 2 carinhas muito fodas! Raffa e Matteo Gemy. 2 estudandes de mestrado que me receberam muito bem, me ensinaram a usar a Instron, Almoçar no laboratório e falar mais palavrões em Italiano, ah! e a fazer os ensaios tbm. aaaah! e ao Espontini, claro! kkkkkk

Ainda no mundo acadêmico, tem o El Marco Limon Tower! vou sentir falta desse cara, mas acho que a reciproca não é verdadeira. Vou deixar meses de trabalho pro coitado kkkkk. Cheers man!

Vou sentir falta do Sagrado Almoço com concentração as 12:45 ali na saída no Edifício 5.
Millot, Helena, Manuel, Francesco, Bruno, Alessandro e por ai vai...
sem falar da saudade que vou ficar do pós-almoco: aquele cafezinho expresso Xperto!

Faltou o Visar!
presente em todos os momentos!
O cara foi amigo, orientador e quase tava querendo dar uma de pai kkkkkk
Cara, obrigado por me levar pro Kosovo e me proporcionar uma das viagens mais legais da vida! =)
E obrigado também por me ajudar 65x mais do que eu te ajudei no Brasil kkkkkkk

Juntando essa galera toda ai em cima, tinha o futebol! Sagrada pelada/baba/raxa de Quinta-feira.
Acho que nos 3 últimos anos nunca joguei uma partida no Brasil. Tive que vir pra Itália pra jogar novamente... ¬¬

Ok... ta ficando longo!

Agradecimentos especiais para amigos de longa data que reencontrei por aqui.

Emilien e família! tinha separado um texto só para agradecer pelo natal mas acho que vou ter que ficar por aqui mesmo. Muitíssimo obrigado pela recepção carinhosa, presentes e o natal mais gostoso de todos (literalmente!!!).
Pós-natal, veio a Josy e o Tales ! obrigado pela estadia e toda atenção dada em Grenoble!!! principalmente pelo pão de queijo e as dicas sobre vinhos =))) ...

Falando em comida, vale recordar a quem sempre me salvava nas horas de aperreio / preguiça / ressaca, e sempre falava: "vai uma pasta ai?! / bora almoçar?!" Thuani!!! =) e... quem é ela mesmo... Margaritha! na qual compartilhamos algumas jantas! e que ainda não fizemos a nossa pasta de chocolate! mas ok...

e quando o assunto é comida rende! e nessa onda de comer e comer... em uma pizzaria perto de Porta Venezia conheco a Simona! italiana com o coração que bate ao ritmo da sapucai! =) na verdade nem sei se ela curte muito o carnaval, mas ficou legal =)

...
Ok, basta! são muitos nomes momentos...

mas é isso...
em resumo, a minha vida na Itália foi ótima!
Ok, alguns momentos foi preciso suar, ralar, chorar e esperar, sim... esperar! pois tudo tem seu tempo... claro! mas a burocracia e a lentidão por aqui é a mesma lá do outro lado!
Mas tudo bem... já estou acostumado (será?)!
De qualquer forma, aqui temos transporte publico 100% qualidade e pelo preço que eu julgo ser justo. Mas também descobri que não é sempre assim...
Existe uma linha de metrô que está em construção desde os anos 80. Isso me lembra a história do Metro de Fortaleza.
Viu? o mundo não é la tão diferente...

Falando nisso, descobri come si mangia!
Acho que nunca vi alguém aqui comer espaguete com garfo e uma colher (para ficar mais fácil enrolar no garfo). E no Brasil sempre via a galera fazendo isso como se fosse uma coisa "chique".
Estranho, não?
E a pizza? Cauabanga! come com a mão porra!
Mas ok, diferenças existem... o importante é respeita-las. E aprendi a fazer isso aqui.

Sim! viver na Itália foi um grande aprendizado!

Sei que isso é mais coisa de mulher... mas engordar 3kg nunca é d+
Aprendi que bicicleta não se compra, se rouba. Mas calma! nunca roubei uma
Higiene não existe, no açougue pega carne com a mão, ninguém usa touca em restaurante, pega na comida com a mão que pega no dinheiro, etc...
Não existe pão Frances na Itália.
Se falo que sou brasileiro falam comigo em espanhol!
Não se come macarrão com catchup (kkkkkkkkkkkkkk)
Não se toma refrigerante enquanto come comida de verdade.
É mais barato ir ate o Brasil levar uma correspondência do que mandar uma caixinha por correio!

Muitas dessas coisas são bobagens, mas isso é viajar!!!

Te obriga a perceber essas coisas, te força a fazer entrar em contato com você mesmo, rever conceitos, ideias, valores, quebrar preconceitos (muitas vezes que você nem sabia que tinha).

Os Jovens são todos iguais, o mundo é igual! nós cantamos a mesma música, assistimos ao mesmo filme, as inspirações e desejos são os mesmos, seja aqui, no Brasil ou no Japão! Por traz do estilo de se vestir e do idioma as pessoas são iguais, e buscam pelas mesmas cosias. Só o que muda é a forma que cada um se expressa. Nós compartilhamos a mesa essência!

Diferenças e semelhanças...
Tenho que te falar uma coisa meu caro...

O Brasil é legal pra caramba!
Nós adoramos reclamar do nosso país. Seja quando uma coisa tá ruim ou quando alguém tenta melhorar, nunca tá bom o suficiente. Mas por mais que todo mundo pense que o Céu aqui é mais azul... não é bem assim. não é aqui (ou ai).
Nós temos muita liberdade! Somos inteligentes, temos ótimas universidades, SOMOS HIGIÊNICOS pra caramba (até d+), porra! somos simpáticos, sabemos fazer uma festa de verdade!, nossa gastronomia é incrivelmente rica! e outra... o Mundo nos ama!

E acho que deveríamos começar a faze a mesma coisa...

dia 15 estou partindo!
Volto pra casa mais maduro (acho), um pouco mais responsável (espero) e cheio de energia (ê mentira)!

Itália! Obrigado!
MEUS AMIGOS! UM FORTE ABRAÇO!!!
Espero todos no BRASIL! =*******************************************


quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Ciao Italia 10: "est, est, est !!!"

essa viagem começa em uma galaxia muito muito muito distante...

quando um órfão chamado Seiya, vai ao Santuário na Grécia para obter a Armadura de Bronze de Pégaso,usada pelos 88 guerreiros da deusa grega Atena. dai muita coisa acontece... Poseidon reencarna no corpo de um cara com o objetivo de alagar a Terra... ascensão de Hades.... Saori e Shun vão até o Monte Olimpo pedir a ajuda de Artêmis, irmã de Atena, para voltar ao tempo, a fim de salvar Seiya da maldição imposta por Hades. Tem Cronos, o Deus do tempo.

Foi assim que eu conheci um pouco mais sobre Athenas, e Grecia, e pouco de mitologia...

Obrigado tv manchete!!!

Mas não vou mentir, todo lugar que olhava pensava que iria encontrar algum cavaleiro correndo pelas ruas com uma mega mochila gigante cinza nas costas... ou o Hercules ou aquela gostozinha do filme do Percy Jackson (Why not?).

Mas nada disso...

Bom, na verdade tem mais coisa antes de chegar na Grécia.

Primeira parada... Malpensa (Milano)

Pegamos o nosso teco-teco... decolamos, e +- dez minutos depois o piloto fala:
-Prezados, estamos com um pequeno problema na aeronave (pequeno problema??? ha 10km do chão???) e precisamos retornar ao aeroporto...



Pqp, ok! Dont pânic!

Dai soltei a seguinte piada: "vai ver o sistema do avião é windows, travou e vamos voltar... alguém fala pro piloto dar um alt+ctrl+del!"

Em seguida, fala o capitão...

-Prezados, boas noticias! Não vamos mais voltar... Acabo de reiniciar o sistema, que opera via windows e está tudo certo...

kkkkk risos e risos... Na verdade fiquei preocupado... afinal, quem coloca a vida de centenas de pessoa.nas mãos do Windows? Loucura, não?! Kkkkkkkkk


Após sobreviver ao voo... Grécia!!!

Bom, aeroporto, metro na porta, hotel na porta do metro... =)

Deixamos as bagens e pé na estrada...
ao sair...
pichação, sujeira, coisas quebradas... não era assim que imaginava Atenas.
Ok, país em crise e tal, mas sei lá... imaginava algo mais no padrão Europa, Milão...
A primeira coisa que eu pensei foi: Atenas - a maior decepção que já tive de todas as minhas viagens, quero voltar!.
Não vou mentir, no fundo pensei isso... o nosso Hotel era em um lugar bacana... mas o centro da cidade é bem pra baixo.
Sem falar que o centro tbm é bem homogêneo, sem graça, sem sal... parece um enorme ctrl+c ctrl+v de apenas alguns tipos de prédios e quarteirões...

O centro da cidade é bem maltratado, com um certo aspecto decadente, já os bairros residenciais têm bom aspecto.

Uma amiga nossa falou que sempre foi assim. e que era BEM pior há 10 anos atras.

Bom, andamos pelo bairro de Plaka, local com bares, restaurantes maneiros e lojinhas de lembrancinhas.
A fome apertou e corremos atras de uma comida bem típica de lá, Musaka!!!

Quem estiver interessado é só clicar aqui: Mussaka !!!



Mussaka + Parthenon =)

Olha... é muito bom!!! eu comi umas 3x (não no mesmo dia, claro!) Sem falar no preço (entre 5 a 12 euros)

nesta mesma noite na volta para hotel, passamos por uma rua onde fica um restaurante com cara de cai-duro.

Nessa o dono me para e começa a falar o cardápio, que lá é o melhor lugar do mundo bla bla bla ...
Nessa o cara falou o cardápio trinta vezes... E prometeu que se fosse lá no outro dia ele faria um mega almoço com tudo (big salad, si si si big salad! very very big... with beef, big beef, coffee, water and fruits) por 5 euros
Dai falei que erra do brasil... Nossa, o cara nem vai dormiu naquele dia...
Na hora que me despedi ele me deu uma garrafa de água como lembrança  kkkkkk
Sei lá, eu Guardei a garrafa...
Depois...
Hotel, bobagens e cama...

Diiia 2 e 3 ....
Gracas a athenas, Deus baco e sua trupe nada de chuva durante as primeiras horas do dia !!!
Então... vamos as ruínas!




Dia de soool!!! Sooool

Em resumo, andamos nos seguintes lugares:

Museu da Acrópole
A própria Acrópole
Templo de Hefesto
Hephaistion
Parthenon
Odeion
Museu nacional arqueologico
Panathinaiko
Likavitus

















...................................e mil outras coisas !!!

As atrações principais custam 12 euros (vc ganhas uma cartela com vários tickets e dai vc vai usando em cada lugar)

Museus custam em média 4 euros (méia entrada para estudantes) e grátis aos domingos! =)

O museu da acrópole é muito maneiro!
Basicamente... o museu eh um esqueleto moderno do Parthenon, com as peças originais, bem ao lado do verdadeiro Parthenon.


Depois de conhecer esse Museu é preciso retornar ao Parthenon!

Sem falar da interatividade que te ajuda a entender a historia passo a passo...
Outra coisa bacana é que embaixo do Museu tem escavações sendo feitas.

Visto todas as coisas possíveis...
o pouco tempo que restou usamos para comprar coisas de 1,99 e andar pela cidade.
Athenas, o mar de predios brancos (sim, não vi uma casa) é uma cidade intrigante e cheia de contrastes, hora um lugar é super abandonado, logo se torna bonito, luxuoso, ou no minimo organizado e aconchegante.

Existem bairros cresceram em verdadeiras ladeiras (e haja perna!) Ruas dominadas por laranjeiras !!! (não sei se podia pegar, mas tirei algumas)*
*pessoal lá nem deve saber o que é ficar gripado

o que me leva a falar um pouco do que achei dos gregos:

Gregos nao tem cara de gregos.
Gregos nao respeitam o transito.
Gregos ajudam turistas perdidos
Gregos...
Ah, gregos tem tolerância zero (Então, não faca muitas brincadeiras E não pexinxe muito...por mais que eles ja esperem isso...)

Acho que o que salva na Grécia são os albaneses (são bem mais simpáticos, como ja disse no post anterior).
Mulheres gregas... até que são bonitinhas...
As atenienses são bonitinhas e esbeltas, mas sem bunda (bom e velho estilo europeu)... a verdade é que não vi nem cavaleiro dos zodiaco e nem deuza grega! kkkkkk

o que mais...

Doces típicos gregos: São muito ruins kkkkkkk
Em uma padaria pedi para experimentar alguns doces: teve um, que mais parecia um panetone branco, em que a moça me deu um pedaço gigante!!! dai pensei, ou ela vai me cobrar por isso, ou ela ta afim de mim...

...que nada, pelo sabor daquilo ela deveria era me pagar por ter comido...
Então... se ver qualquer coisa branca em padarias e docerias, não coma! kkkkkkk sério!

...para um fã de produtos diferentes de supermercado, um detalhe curioso: na Grécia simplesmente não vi sucos em pó! Por alguma estranha razão, eles não têm sucos em pó... sem falar de uma porrada de coisas que nunca vi, sem falar nas bebidas alcoólicas! =)

Mais um destino marcado...
Agora é só por a mochila nas costas e ir para o próximo!!!



  Yeah!!!

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Ciao Italia 09: "un altro Brazile, proprio li, al di lá dell`Adriatico"

Olá olá olá !!!

Esse é o post mais feliz de todos!
Essa semana tive a chance de conhecer o Kosovo.
Tem noção do que é isso?

Leste Europeu, passado de Guerras e mudanças sócio-politicas desde 1300 e lá vai pedrada:  Império otomano, Império Romano, Bizantino, Servio, USA...
Nem sei por onde começar...


Bom...
A vontade de conhecer o Kosovo partiu de duas coisas, na verdade três!
primeiro: Conheco o Visar (Nascido em Djacova)
segudo: Nunca, ninguem vai sair do Brasil com as malas na mão dizendo: "iuruull, kosovo lá vou eu"
terceiro: 40 euros ida e volta? leva eu!!!!

E foi assim que tudo aconteceu.

No dia 21.11 pegamos o avião em Bergamo para Skopje (Macedonia). O primeiro destino teve que ser esse, pois os voos diretos para Kosovo são bem mais caros.


Aeroporto Internacional de Skopia




Chegando lá, primeiro e unico problema de toda a viagem: Passaporte Brasileiro! Me senti um UFO. Me revistaram, me viseram tirar todas as coisas da minha mochila, ligaram me pc, revistaram camisa por camisa para ver se nao tinha nada dentro, me viseram perguntas do tipo: qual seu nome, de onde veio, quando chegou, quando vai, nome da mãe, nome do pai... depois olharam tudo mais uma vez, depois me levaram para um outro lugar, me fizeram as mesmas perguntas...

Com o cu na mão, sobrevivi!
depois descobri que fizeram tudo isso por dois motivos: um, pq sou brasileiro! mas não pq brasileiros são mal vistos aqui, ao contrario! somos estrelas, mas pq depois de Ronaldo fenomeno nenhum verde e amarelo pisou naquelas terras. segundo pq Visar é do Kosovo, e Albanes não curte muito!

Passado esse perrengue, encontramos Eldon e Blend, primos de Visar.
Entramos no carro e saimos vuado de Skopje. E eles todo tempo falaram que queria logo sair de lá, como se fosse algo super perigoso. Dai somando isso com o trauma no aeroporto pensei que a qualquer momento poderiamos ser cercados por Albaneses, metralhados e jogados em uma vala qualquer... serio, foi tenso!
mas na verdade não tinha nada disso...

Bom depois de passar pela fronteira, tudo relax!
outra atmosfera!... dai os primos do Visar me falaram que não gostam de ir pra Albania, por que se sentem mal, etc etc... que não tem perigo... mas preferem evitar.

primeira parada: Ferizaj

Bom, para relaxar, paramos em um restaurantes e comemos um prato tipico de lá: (Euro Mit)
Biftek, é um tipo de bisteca, mas com arroz doce, salada local, batata, e uma pimenta que só tem lá. Tudo isso acompanhado por um tipico vinho local.



Biftek! =))))))) Carneeee!!!

Comida otima! sem falar da hospitalidade!

-Brasileiro? wooooH! ronaldinho!!!!!! kkkkkk

é, povo lá adora brazileiro! e mesmo sem entender porra nenhuma dava pra sentir que eles se amarram na gente!.

depois do jantar, fomos para casa dos pais de Blend e Eldon.

Dormimos, ao belo e confortavel clima sub artico! auehauhauheaue... mesmo com 6 cobertas senti frio!

ao acordar, conheci o restante da familia!
cara, melhor recepção não existe! todo mundo sorridente! e eu lá, mais uma vez sem entender nada... mas rindo a toa!




A po north? kkkkkkkk / Lazzarim Coffee! =)


ah! quando digo sem entender nada é pq alguns mais velhos não falam ingles.
so que todos os jovens do kosovo falam ingles, ou pelo menos, sabem o basico (diferente da italia)

primeira parada, uma das 35 franquias da Lazzarin café! aeuhauehaueh
Lá, tomamos um café, conversamos um pouco, falamos sobre a cidade, etc etc etc...
depois, mais um cafe, e depois outro e outro...
e no caminho iamos andando e levando mais e mais gente...
sempre tinha um primo ou amigo que encontravamos no caminho e seguiam caminho com a gente.

acho que nessa manha fomos para uns 6 lugares... e em todos os lugares quando e ouviam que eu era Brazuca, WOOOOOOOOO...




Uma mesquita e uma igreja católica dividindo o mesmo espaço! =)



Serio, pela primeira vez na vida fui o Rei dar mulé! fui mais famoso que o rei do camarote! aeuhauheauhe
todas, todas todas perderam pra mim! kkkkkkkkkkkkk

Inflei meu ego pelos proximos 10 anos aeuhauheauhea...

no restante do dia, ficamos andando, conhecendo alguns lugares e comendo coisas tipicas.



Não lembro o nome disso... mas era muuuito bom!

bom, primeira impressão: perfeito!
lugar simples, todo mundo super calmo, nada super chick, mas tbm nada super pra baixo, comida otima, lugares bacanas, pessoas alegres (sim, mesmo depois de tudo, as pessoas são super otimistas e pra cima) (ok, vou parar de falar super)...




ah! gambiarra pra todo lado! gambiarra é uma coisa muito comum por aqui...
não sei pq, mas de cara Kosovo me lembrou o brasil. Primeiro, a recepção! brasileiros adoram gringos, e a mesma coisa foi comigo lá, segundo! mulheres super gostosas (sim, gostosas, com todo respeito, claro) em todo lugar! brasileiras, me desculpem, mas lá eu vi as mulheres mais formosas até agora. sem falar que elas não vão pra academia. então... imagina se tem praia em kosovo? não voltava mais! kkkkkkk



Correndo pra terminar a apresentação

ok, depois de fazer um mini tour pela cidade de Ferizaj, fomos para a "rodoviaria" pegar um onibus para Pristina.

pagamos a bagatela de 2 euros. Ok que o onibus nao era dos melhores, mas, pelomenos, nao fomos em pé. (outra semelhanca com o brasil: vamo vamo, entra que sempre cabe mais um! entra, já alguem sai dai voce senta! auehueahe)

Chegando lá, fomos direto para a UBT, uma universidade privada da cidade, a melhor, na verdade.
Lá, falamos rapidamente com o chefe do departamento de eng. civil e arquitetura, combinamos a data da apresentação (ah! esqueci de falar!!! quando combinei essa viagem, um prof. amigo do visar nos convidou para fazer uma apresentação).


Prof. Visar =)

A apresentação vou marcada para o dia seguinte 22.11 as 13h. andamos pela faculdade... depois pegamos um outro onibus para Djakova (cidade natal do Visar).



Familia Krelani





WhooooW!



Scanderbeg: Ele é o cara! Google it!


Chegamos lá a noite, umas 8h. lá, formos recepcionados por Vegan e Veton, irmãos do visar!
Melhor de tudo é que eles estavam usando um guarda-chuva do rio! aquele que todo mundo compra no Saara auehauehauheauhe...




êÊÊ! festa! 2 pessoas mega divertidas! não é a toda que falei e falo, familia Krelani é muito foda! =)



Mama Krelani e seus 3 filhos

chegamos na Krelani's house... e lá conheci a mama krelani! muuuito gente boa! calma, sorridente! e mãos maginas! ela fez cada comida! sem falar que ela fez um tipo de feijoada!!! aueaueauhe feijããão!!!

bom, chegamos, jogamos as mochilsa no canto e fomos para a sala! =)
primeira coisa? comer!!! não lembro o que eu comi mas estava muito bom!


Como engordar 5 kilos em 4 dias? Vai ao Kosovo


bla bla bla... conversa conversa...
após o jantar paramos um pouco para finalizar as apresentações!.
Power point pronto... vamos sair!
 saimos umas 10h (ah! diferente de milão, tudo funciona 24h-7 no kosovo) fomos para um bar muito bacana Tabhane ... fica ao lado do Rio (Krena)... lá tomei a primeira cerveja kosovana! a Peja.




Parte velha da cidade


tomamos umas e outras depois fomos para um outro lugar! (Index na Cabrat)
lá, é possivel jantar com uma vista otima! é possivel ver quase toda a cidade.

tomei uma bebida (raki) que parecia muito com a cachaça brasileira!

voltamos pra casa, dormimos!


Wow! =/

o dia amanhaceu! pegamos o Krelani's-movel e seguimos viagem para Pristine.
O problema é que estavamos atrasados! kkkkk
tivemos que parar na estrada e trocar de roupa lá mesmo!

chegamos na faculdade em cima da hora!

ligamos o PC e pow! apresentação!

primeiros slides: fotinhas de carnaval, praia, sambinha na lapa!!! galera pira! aeuhaueaueh
afinal, quem não gosta do Rio???

apresentação feita... hora de autógrafos!



Saidêra =/

um grupo de meninas chegaram pra mim e falaram: aaah! seu sotaque é tão lindo, vc é d+, apresentação perfeita! ... =) êêêê kosovobão!

bom, por outro lado, fiquei bem triste...
pq um prof. de uma universidade publica nos convidou para um cafe... e lá ele meio que desabafou, pq ele é prof. de engenharia ha 13 anos, e nuna viu e nunca mostrou para os alunos um ensaio de compressão! pq a universidade nao tem laboratorio e nhm recurso para oferecer aulas experimentais. =/
foda...

mas ok, o mesmo acontece na melhor faculdade privada que estavamos...
então, acho que as nossas apresentações foram muito boas! mostramos algo novo! inovador! abrimos (ou talvez estrupamos as mentes daqueles alunos com informações preciosíssimas). Sai de lá orgulhoso!

dever cumprido! vamos beber, claro!

e de bar em bar, de mesa mesa... iamos tomando coisas diferentes, encontrando os primos do visar (inumeros) ... prima q é bom não tinha... aeuhauehauheauhe

mas nem precisava... era só entrar em um lugar e falar meio kilo de portugues q era suficiente para atrair a atenção das pecinhas =) uaheauehauhe...

depois do esquenta fomos para a boate (Capital)

cara, perfeito! cerveja por 2 euros??? 2 euros?????? kkkkkk
o problema é que agt tava muito cansado, e a boate não tava lá tão cheia.
Bom, outra coisa... como em toda europa... cada um no seu quadrado! ngm se enturma!

homens de um lado, mulheres do outro! pqpppppp como podem???




bom, eu chegava com a mesma conversinha fiada de sempre: greeting from brazil! kkkkkk
e pronto!

2 da matida... 23.11... vamos dormir!
acordamos cedo! 8...

pegamos o Krelais bat car e fomos novamente para Djacova. chegando lá, visitamos mil parentes do Visar, andamos na parte antiga da cidade e comprei mil coisas do Kosovo...


Infelizmente esse não era Lazzarim!


a noite! nos preparamos para voltar para Ferizaj. desta vez fomos com o Vegan e mama krelani...
antes de sair, foto oficial da familia! sem falar que ganhei o brasão do esquadrão de elite do exercito kosovano!!!! wooooooooooow! que honra! =)))
-se tiver problemas com alguem, mostre isso! e pronto! =) deal!

ok... e la vamos nos!

no caminho, falamos de politica, vida, economia... familia, etc etc etc! =)

ao chegar em Ferijai! banho, suit up! and party again!!!
desta fez... fomos para o diamont club! e lá fomos ver a atração do dia... MAMA ROCK! kkkkkkkkkk
whhhhhaaat??? é ... mama rock!!! uma velhinha de 73 anos que é DJ...
na verdade acho que ela so fica la mexendo as mãozinhas e alguem toca por ela...
mas ok... a ideia é boa... e vende muito pelo leste da europa!!!

ah! para os fumantes... msm na boate uma caixa de cigarros custa em media 1 euro =X 2 euros se comprar com o isqueiro! auehauheauhe

ah! isso é outra coisa que nao gostei... as pessoas podem fumar nos lugares! pqpppp

Ok, e fora isso... não preciso nem falar que foi o cara dos caras no meio de todos os caras! =)

voltamos, dormimos, acordamos, cafe da manha, comidas novas, mais um cafe...
e pronto! pegamos um carro para Skopjia e voltamos para nossa realidade! Milão...

e hoje ao acordar foi meio triste... sei la... eu realmente curti aquele pais! as cidades, pessoas...
mas ok...
hoje, tenho uma outra imagem daquele lugar... antes, a unica coisa que sabia era a guerra... hoje sei que existe um povo que ainda luta pela sua independência! luta para mantes sua tradição, luta para manter seu reconhecimento... e o melhor, de forma pacifica!

Abraços!



Galera que anda construindo em Kosovo! =)
Rise up!!!

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Ciao Italia 08: "rotolando verso sud! ops, nord!"

Olá olá telespectcadores, blogueiros, donas de casa, desocupados e procrastinadores! =)
o que falar?
bom, minha última grande Xperiencia ocorreu no dia 31:
O dia começou muito bem: Belo dia de Sol, almoço no parque, sentado na grama, comendo massa (pra variar).
Na noite deste mesmo dia estava pra acontecer a tão sonhada, desejada, esperada viagem a Amsterdã!
Sim, tão esperada porque no meu primeiro dia em Milão combinado essa crazytrip:
- Vamo?
- Vamo!




(Lugar mais disputado do mundo pra tirar foto!)


E como podem ver, depois de tanto diálogo, planejamento e organização eu decidi embarcar nessa...
Na verdade só sabia que iriamos de carro.
Peguei minha mochila, coloquei o básico, água, cream cracker e uma latinha de atum e fui para estação de Lambrate esperar a galera (?) e o tal carro.
Poisé... Uma Safira, 7 lugares, 7 pessoas
- Whaaaaaat?
Mas é isso...
Bom, tinha até um bolo da viagem, com o nome de amsterdã em chocolate e tudo mais...
Compramos água, algumas cervejas, jujubas, red bull e estavamos tbm munidos de um risoto para as 15 hora de viagem!
Sim, 15 horas! 15 horas... =~~~~



Uhuuulll!!! Primeira parada na Suíça!


Em 15 horas atravessamos 3 paises, incontáveis cidades...
Suiça - Alemanhã - Holanda
3 países, três paisagens diversas, e todas com cafés terríveis!




Viagem super confortável!


Sim, posso falar com muita propriedade, ou pelo menos dos cafés dos postos das rodovias...
Encurtando sobre a viagem de ida...
Chegamos!
Bom, primeiro paramos em Utrecht (uhns 30 min de Amsterdã).
Fomos visitar uma amiga da itália.
Lá tomamos alguns cervas, conhecemos a cidade, comi um sanduiche que mais parecia um sushi gigante e seguimos viagem.



Muita gente, o triplo de bikes =X


O que falar de amsterdã...
Primeiro, a entrada parece Vegas (nunca estive la... mas como todo bom 80's, assisti muita sessão da tarde, logo tenho conhecimento (teorico) avancado em lugares internacionais.
Lembrando que entramos na cidade ao som de (http://www.youtube.com/watch?v=0EWbonj7f18) *paran pan pan panran pan pan! =)
Primeira coisa que avistamos foi Amsterdã Arena e o estadio do Ajax, Huge!
E de cara penso, meu deus, amsterdã não era pequena? Kkkk não!
Bom, deixamos o carro em um lugar perto do estádio do Ajax (não me recordo o lugar)...
De la, pegamos um metro na estação mais próxima e seguimos até a estação central. Saindo de lá... Parararanranran... Amsterdã! Belíssima!






China Flutuante, Cervas, Fotos =)



O legal eh que estava fazendo 5 graus e chovendo, e mesmo assim as ruas estavam cheias! Encontramos nosso cicerone, Matteo. Primeira parada... uma cerveja em um bar na rua Dijksgracht, com vista para o museu Nemo e para a biblioteca pública.
Pós cerva, fomos pra casa! No caminho, pontes, canais, luzes, luzes. Ao chegar em nossa mansão, um luxuoso quarto de 12 m2, para 8 pessoas kkkkk deixamos nossas coisas e fomos para rua!
Antes conhecemos uma galera maneirissima de Lubjuana (meu próximo destino certo!) Londres e Alemanha... Fizemos o de sempre... Supermercado, vinhos e cervejas! primeira parada... Festa de Halloween! Claro...
Um andar todo de estudantes fazendo festa... E nao vou mentir... to comecando a sentir falta das festas regadas a musicas 80's... funk e sertanejo sem sentido... Bom... Depois... deixa eu lembrar (calma, stava em amstrda, h dificil lembrar das coisas) Ah... depois voltamos pra casa kkkk






Halloween Party!


Dia seguinte... acordei cedo, 4 horas depois... Desafio... sair na chuva e frio de 8 para tomar cafe... Ao voltar... tomeee andar... Por falar em andar, 2 coisas muito importantes...
1, Se quer andar muito, alugue uma bike
2, Respeite as ciclovias




BUllllgs


Toda hora tinha alguem gritando com agt... Mas o problema eh q, por muitas vezes, havia mais espaco p/ as bicicletas q pessoas kkkk e as vezes, a noite, nao consiuimos ver as ciclovias... Enfim... Nesses 3 dias andamos a cidade toda!!!...
Museu? Nenhum!
... Bom, por fora fomos a todos lugares, todos!
Sobre alguns lugares...
Red light district: Claro q esse foi o primeiro lugar! iiiirado... Primeiro nao sabia oq dizer... Afinal, é uma mulher, pessoa, humana, com cabeça, pernas e sentimento... ali, em um aquário, se auto-vendendo.
Do outro lado, tarados, turistas e curiosos...
Jornalista não diplomado q sou... Bati na porta, disse "oi" e conversei, claro...

-50 euros 20 min (para os interessados)

Na verdade fiquei com vontade de tirar aquela(s) menina(s) de lá, 25 anos... Minha idade... porte de Miss Itália... Parecia aquelas estrelas dos filmes do Rocco Sifredi... mas enfim... enquanto estava lá vi muitas pessoas falando algo como "meu deus... Como pode? Q pecado... Cara, toda cidade tem ruas e ruas de "puras"... A lapa por exemplo eh uma red light ao ceu aberto...

Coffeshops: ou deveria dizer weedshop???... A mais famosa de todas... Bulldog... Vc entra, pode pedir sua cerveja, uma porcao de batatinha e, pq nao, um back pra mais tarde? Ou, se nao estiver de dieta... Um brwonie de rash!
Conversando com uma galera descobri que como a maconha eh liberada, o comercio ilegal de outras drogas eh bem pesado... Ou seja, será q a liberação da maconha é realmente uma boa?

Comida: Nao sei bem oq se come la, só sei que tudo tem batata... Bom, nunca tínhamos tempo... Então ou comiamos em casa ou Kebab kkkkk...
Haaa! comi Hering! Jurava que não sabia que era um peixe! =X
Casas tortas: Sim... casa tortas para um lado e para o outro por todo lado.

Cervejas: Então... Eu pensava que entendia de cerveja! kkkk só que não... Melhor doq falar... é provar! Todos os bares vendem uma degustação com todos os tipo... então! Have fu! Se for a Amster! vá ao Brouwerijs, Arendsnest ou In de wildeman =)

Lugares: Amsterdam é uma cidade riquíssima em museus, e mesmo que você não curta muito este tipo de programa, eleja um ou dois para visitar, deve valer muito a pena! Se voutar, pretendo ir em todos, ou nos que considero mais famosos, o Rijksmuseum e o Museu do Van Gogh. Este último fica aberto até as 22h nas sextas feiras, de modo que resolvi começar pelo Rijksmuseum, que funciona diariamente das 9h às 18h
Dica: acho que não vale a pena ir ao madame tussauds! Filas gigantes... para nada! prefiro os artistas de rua que ficam ali ao lado! ;]
Bom, tem o Vondelpark...
Praça Leidseplein, cheia de turistas, bares e mesinhas espalhadas pela rua. Esta praça, juntamente com a Rembrandtplein, é um dos lugares mais recomendados para badalação noturna.
Lá tbm é um bom lugar pra comer o típico croquete holandês, vendido em suas curiosas maquininhas...


 
 Casas tortas





Cara, muito maneiro alimentar esses pássaros!





Tentamos jogar pão no meu casaco pra ver se eles se aproximavam... mas nada feito =/



Bom, não é possível colocar tudo que vivenciei aqui! e claro, Amsterdã deve ter muito mais coisa interessante pra fazer do que andar com outros 6 loucos por ai alimentando pássaros!

Mais uma vez! desculpem erros e palavrões! esse post foi escrito durante a viagem de volta! portanto, se eu esqueci de adicionar alguma coisa... NORMAL!




Abraços!